22/01/09

Hoje voltei aos livros de português para me lembrar o nome de todas as figuras de linguagem. Nada mais que minha obrigação, até porque, a língua hoje ( pelo menos a que eu falo e escrevo) é muito mais figura, desenho, sensação, do que frases construídas para que tenham seu real sentido. Gostoso mesmo é sentir as coisas pelas palavras. *** Meu corpo em ebulição Serotonina, adrenalina, dor de barriga, ansiedade, sono, fome, hormônios, tesão, preguiça. Agonia, euforia, consiência, demência, respiração. Fome de explicação. Dor de barriga de consciência. Agonia de sono. De verdade. Eufórica de adrenalinas e serotoninas dementes. *** Crise: Caos + Oportunidade. Bagunça para resultados. Otimista, né? Minha melhor qualidade. *** Preciso arrumar tempo pra ligar pra minha amiga. Ela já deve até ter trazido Isadora, e eu aqui. Amiga, Num esqueci de você, não. Vou dar um jeito.

5 comentários:

Anónimo disse...

Putz, que saco.... cansei e vou vomitar o que comi... Ufa!!!

Anónimo disse...

Irritando Inês Aun!!! Cansei, vou comer e vomitar de tão irritada.

Thaís Strieder disse...

Palavras são metáforas além da gramática...
Mas metáfora melhor que as palavras é a vida...
Siga em frente na busca de suas metáforas...
Se estiver cansada e quizer comer coma, se quizer estudar a gramática estude...
E se alguém por aí tiver comido demais e quizer vomitar, comeu demais porque quiz! Amigos não vomitam no prato que comem só anonimos...

Beijinhos!

Marjorie disse...

Brigada gatissima!!!
Mas fique tranquila... quem escreveu isso ai em cima, foi minha Tia Ines, que num conseguiu de jeito nenhum escrever com o nome dela... e tava puta justamente por que num conseguiu publicar sem ser anonima, rs....

beijocas

Inês Cristina disse...

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas as horas.
E amigos não vomitam mesmo no prato que comem, nem metaforicamente falando, nem literalmente. E ainda que eu quisesse (com "esse"), não o faria nem no do inimigo.